| Seja bem-vindo! Hoje é
 
 

Warning: simplexml_load_file(http://www.acidigital.com/podcast/santo.xml) [function.simplexml-load-file]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 107

Warning: simplexml_load_file() [function.simplexml-load-file]: I/O warning : failed to load external entity "http://www.acidigital.com/podcast/santo.xml" in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 107

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 108
Acompanhe o santo do dia
Fonte: Católico.org
 
 
 
Home
Pároco
Atendimento na Paróquia
Estudos litúrgicos
Curiosidades
Catedral Sto Antônio
Pastorais
Regiões Pastorais
Padroeiro
Orientações Pastorais
Orações
Estudos e Reflexões
Espaço Litúrgico
Mensagens
Folheto Litúrgico
Contato
 
. : Catedral Santo Antônio :.
Como ler a Bíblia - 7ª parte

MÉTODOS DE INTERPRETAÇÃO BÍBLICA – Vantagens e perigos
 
a) Leitura estrutural da Bíblia
            Surgiu nos anos 60 do século passado como oposição ao método histórico-crítico, que valorizava mais o contexto que o texto em si. Esse método concentra-se exclusivamente sobre o texto. Não se preocupa com o contexto e com os destinatários. Analisa o texto como um tecido, onde há fios bem articulados e organizados, estudando cada um deles (palavras, verbos, gênero literário...) para descobrir o coração do texto. Esquema: A B C D C`B`A`. D é o coração do texto. Ex: o quinto mandamento é o centro de todos eles: Não matar!
            O valor deste método consiste sobretudo em ter valorizado o texto. Pois às vezes corremos o risco de ler livros sobre a Bíblia, mas sem a ler. Os limites deste método são: às vezes forçar demais o texto, isolar-se dos outros métodos, ficar desligado da vida.
 
b) leitura pentecostal da Bíblia
            Essa leitura inspira-se na experiência pentecostal de Atos dos Apóstolos 2,1-47. Faz referência à força do Espírito e ao batismo no Espírito (At 1,5). Produz muitas emoções, relaciona-se aos sentimentos e às necessidades imediatas como saúde, paz, conforto. Não é racionalizante. Há o perigo do sentimentalismo. O apóstolo Paulo já havia chamado a atenção para esses abusos (1Cor 12-13).
 
c) leitura psicanalítica da Bíblia
            Usa muito a simbologia. Lê a Bíblia de modo simbólico: O que simboliza essa passagem para mim, para nós? O Êxodo é lido como uma experiência forte de busca da liberdade interior. Explora o mundo do subconsciente, do imaginário. É usada mais em vista de um cultivo pessoal. Seus limites são: é uma leitura intimista, individualista, sem projetos históricos.
 
d) Leitura fundamentalista da Bíblia
            Surgiu nos Estados Unidos, no início do século passado, também em oposição ao método histórico-crítico. Esta leitura sustenta que toda a Bíblia, até os mínimos detalhes, é infalível e, portanto, deve ser aplicada ao pé da letra em nossa vida de hoje. Ele está crescendo muito, tanto no campo sócio-político como no religioso. O fundamentalismo caracteriza-se pelas seguintes posturas:
d1) absolutismo: certos princípios devem ser aceitos sem comentários. Não há espaço para dúvidas ou debates. As verdades são imutáveis e estão acima de tudo; a vida deve se submeter a elas. Se a Bíblia diz que o mundo foi feito em seis dias, assim deve ser. Se a Bíblia diz que a criança deve ser educada na base do chicote (Pr 23,13-14), assim deverá ser também hoje.
d2) Institucionalismo: as instituições tradicionais são intocáveis: os poderes constituídos, as autoridades, a organização das igrejas, das religiões e das sociedades. As mudanças prejudicam. Portanto, nada de renovação. O correto é somente o que vem do passado.
d3) autoritarismo: todo poder é dado a algumas pessoas eleitas pela instituição, às quais deve-se obedecer. Não há participação democrática.
d4) fanatismo: O que conta são os interesses do grupo. Os que não são do grupo devem ser conquistados ou rejeitados como maus e perversos. Usa-se uma linguagem ameaçadora. Nada de ecumenismo.
d5) legalismo: reduz a Bíblia a um conjunto de normas. Esta se torna mais importantes do que a vida. É uma leitura fechada, conservadora, repetitiva. Foi a leitura típica dos doutores da Lei e dos fariseus do tempo de Jesus: “Esse povinho que não conhece a Lei é maldito” (Jo 7,49). A Bíblia é antes de tudo um livro de mística, de espiritualidade militante e não um formulário de receitas prontas.
d6) desconhecimento da realidade: Não adianta lutar por mudanças sociais ou políticas. Quem pode mudar o mundo é somente o Deus Todo-Poderoso. Provoca fatalismo e resignação.
            O fundamentalismo não dialoga com a vida. Reduz a Bíblia a um livro sem história, não se preocupa com um projeto histórico de transformação. É uma leitura individualizante, ligada a interesses imediatos. Uma das principais razões do fundamentalismo,apontada pelos pesquisadores, é a seguinte: toda pessoa humana busca segurança, algo que lhe dê paz, tranqüilidade...A insegurança provoca ansiedade, medo...
 
 (Obs: Para quem quiser aprofundar mais esse tema, ler Para uma leitura fiel da Bíblia, de Luis Mosconi).
 
Questões para refletir:
  1. Dos três primeiros métodos, que vantagens e perigos encontramos em cada um?
  2. Temos sinais de fundamentalismos na maneira como interpretamos a Bíblia? Como superá-los?

 

Pe. Ademir Rubini



© 2007/2008 Catedral Santo Antônio Chapecó.  Todos os direitos reservados. | créditos |