| Seja bem-vindo! Hoje é
 
 

Warning: simplexml_load_file(http://www.acidigital.com/podcast/santo.xml) [function.simplexml-load-file]: failed to open stream: HTTP request failed! HTTP/1.1 403 Forbidden in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 107

Warning: simplexml_load_file() [function.simplexml-load-file]: I/O warning : failed to load external entity "http://www.acidigital.com/podcast/santo.xml" in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 107

Warning: Invalid argument supplied for foreach() in /home/catedralchapeco/www/index.php on line 108
Acompanhe o santo do dia
Fonte: Católico.org
 
 
 
Home
Pároco
Atendimento na Paróquia
Estudos litúrgicos
Curiosidades
Catedral Sto Antônio
Pastorais
Regiões Pastorais
Padroeiro
Orientações Pastorais
Orações
Estudos e Reflexões
Espaço Litúrgico
Mensagens
Folheto Litúrgico
Contato
 
. : Catedral Santo Antônio :.
Meditações pacifistas sobre a eucaristia I (2008)

 

Foi o Concílio Vaticano II quem retomou e reafirmou a centralidade do mistério pascal na vida litúrgica cristã: toda celebração litúrgica é celebração da morte e ressurreição do Senhor. “Páscoa de Cristo na páscoa do povo, páscoa do povo na páscoa de Cristo”, na expressão lapidar dos bispos brasileiros.

Mas se isto nos permite superar uma aproximação digamos ideológica e temática da liturgia, ainda permanece em aberto as conseqüências mais concretas para a vida e a espiritualidade de cada batizado. O que significa no cotidiano celebrar o mistério pascal? Especialmente num contexto de violência e guerra como este em que vivemos, quais implicações a celebração do mistério pascal assume para as comunidades? Ou melhor, no atual estágio da humanidade, quando a paz se torna um valor universal e uma reivindicação incessante, em que a ONU proclama a década de 2001 a 2010 como a Década Internacional por uma Cultura de Paz para as Crianças do Mundo, em que o Conselho Mundial de Igrejas promove a Década de Superação da Violência, qual pode ser a contribuição das inúmeras assembléias litúrgicas para uma consolidação de uma cultura de paz?

Uma leitura, mesmo que rápida por alguns textos  do Novo Testamento, permite-nos perceber como, para as comunidades primitivas, o mistério pascal de Cristo era compreendido em chave pacifista. Lucas, no seu evangelho, coloca na boca de Zacarias, pai de João Batista, a proclamação da missão de Cristo,  Sol da Justiça: guiar os nossos passos nos caminhos da paz (Lc 1, 79), esta entendida como shalom, isto é, como realização e plenitude em todos os níveis, pessoal, comunitário e social. Nos Atos dos Apóstolos, faz a mesma coisa, agora através da boca de Pedro, ao justificar o batismo do pagão Cornélio: Jesus Cristo é o mensageiro da boa nova da paz para todos os homens (At 10, 36). Para a Carta as Efésios, a paz é o próprio nome de Jesus, o termo que melhor resume a obra de Cristo realizada no seu corpo entregue na cruz, através do qual ele destruiu o muro de separação entre as pessoas (Ef 2,11-14). Na Epístola aos Colossenses, este tema é retomado no hino cristológico inicial, onde a obra pascal de Cristo é sintetizada na expressão “fazendo a paz com o sangue da cruz” (Col 1,19-20): Jesus, cordeiro conduzido ao matadouro, é o Messias não-violento.

Assim com mistério pascal e fazer a paz aparecem relacionados, paz e reconciliação são coextensivas a eucaristia. A mesma ceia na qual nos entregou seu corpo e seu sangue em sua memória, foi a ceia em que nos entregou, como seu legado, o empenho pela paz: “eu vos deixo a paz, eu vos dou a minha paz” (Jo 14, 27).

Nos próximos artigos, vamos tomar como reflexão o próprio desenvolvimento da ação litúrgica que estrutura toda e qualquer celebração eucarística: os ritos iniciais, a mesa da Palavra, a mesa da Eucaristia e os ritos finais.

 

 

 

Perguntas para reflexão pessoal e em grupos:

 

1 – O que significa celebrar o Mistério Pascal de Cristo num contexto onde falta a paz?

 2 – Como a celebração pode ajudar na construção da paz?

Marcelo Rezende Guimarães



© 2007/2008 Catedral Santo Antônio Chapecó.  Todos os direitos reservados. | créditos |